GENEALOGIAS


FAMÍLIA ALMEIDA RAMOS

O patriarca da família Almeida Ramos no Brasil, Antonio de Almeida Ramos, nasceu por volta de 1735 na Freguesia de Espírito Santo do Landal, Concelho de Óbidos, em Lisboa, Portugal. Ele faleceu aos 16/07/1800 em Santa Rita de Ibitipoca – MG, tendo sido sepultado na Capela daquela localidade. Antonio casou-se, aos 28/07/1757, em Santa Rita de Ibitipoca, com Maria de Oliveira Pedroza, nascida por volta de 1738 em Barbacena – MG, onde também faleceu aos 14/04/1798. Juntos, tiveram os filhos: 1- Maria Antonia de Almeida; 2- Ana Teodora Almeida; 3- Antonia Maria de Almeida; 4- Francisco de Almeida Ramos; 5- João de Almeida Ramos; 6- Antonio de Almeida Ramos; 7- Manoel de Almeida Ramos; 8- José de Almeida Ramos; 9- Miguel de Almeida Ramos; 10- Antonio de Almeida Ramos; 11- Manoel Antonio de Almeida.
O décimo filho de Antonio e Maria, Antonio de Almeida Ramos, nasceu aos 26/08/1779, em Santa Rita de Ibitipoca – MG. Antonio casou-se depois de 1798 com Francisca Maria de Jesus, nascida depois de 1777, na fazenda Ribeirão dos Cavalos, em Santana do Garambeu – MG. Tiveram os filhos: 1- Maria; 2- Ana; 3- José; 4- Mariana; 5- Francisco de Paula de Almeida Ramos; 6- Rita.
            Francisco de Paula de Almeida Ramos, o quinto filho de Antonio e Francisca Maria, nasceu por volta de 1810, em Santa Rita de Ibitipoca – MG. Casou-se com Anna Xavier de Toledo, falecida aos 14/03/1862, com 40 anos.
Francisco de Paula e Anna Xavier tiveram os filhos: 1- Joaquim Francisco de Almeida Ramos; 2- José Cesário de Almeida Ramos; 3- Messias Romão de Almeida Ramos; 4- José Maria de Almeida Ramos; 5- Maria; 6- João; 7- João Candido de Almeida Ramos; 8- Francisco de Almeida Ramos.

            Segue abaixo parte da descendência do casal:

1. Joaquim Francisco de Almeida Ramos. Nasceu em Ouro Fino – MG em 02/05/1837. Teve como padrinhos de batismo Vicente Xavier de Toledo, por procuração, e Mariana Tereza de Jesus. Casou-se em 15/09/1859 com Maria Gertrudes do Espírito Santo ou Maria Gertrudes d’Honório. Tiveram pelo menos os filhos:
1.1 Theotonio. Nasceu em 04/07/1862;
1.2 Maria. Nasceu em 19/07/1868;
1.3 Joaquina. Nasceu em 06/10/1872;
1.4 Ana. Nasceu em 04/10/1874.

2. José Cesário de Almeida Ramos. Nasceu em Ouro Fino – MG em 02/02/1842. Teve como padrinhos de batismo Vicente Xavier de Toledo e Maria Vicência Xavier. Casou-se em 11/02/1866 com Inácia Pedrosa da Silva. Tiveram pelo menos os filhos:
2.1 Eduarda Maria de Almeida. Casou-se com Elias Dias do Prado. Pais de:
2.1.1 Maria José de Almeida (mãe vó). Casou-se com seu primo Olímpio Candido de Almeida, filho de João Candido de Almeida Ramos e Maria Dias do Prado. Pais de:
2.1.1.1 Amazília Almeida Pereira. Casou-se com Inocêncio Pereira Filho. Pais de: Edson, Jarbas, Joel, Juraci, Jurair, Jurandir, Jairo, Jaci, Jaime e Jane;
2.1.1.2 Virgílio Almeida;
2.1.1.3 Eduarda Almeida;
2.1.1.4 Ezequias Dias de Almeida. Casou-se com Áurea Amaral. Pais de: Dirley e das adotivas Luci e Zenaide;
2.1.1.5 Anésia Almeida. Casou-se com Angelino Porfírio. Pais de: Dijanira, Moisés, Eunice, Pedro, Helena, Florinda, Maria Luci, José, Rute e Diva;
2.1.1.6 Elias Dias do Prado. Casou-se com Maria Souza. Pais de: Eliemar, Ednei, Evanilda, Edvaldo, Edemir, Edmar, Elcimara, Eduardo, Elza, Ezequias e Emael;
2.1.1.7 Maria de Lourdes Almeida. Casou-se com Clóvis. Pais de: Sônia, Wladmir e Paulo.
2.1.2 Ana Dias de Almeida. Casou-se com seu primo Antonio Candido de Almeida, filho de João Candido de Almeida Ramos e Maria Dias do Prado. Pais de: Judite, Jobel, Jair e Jubeir;
2.1.3 Pedro Dias de Almeida;
2.1.4 Osória Dias Lopes;
2.1.5 Messias Dias do Prado;
2.1.6 Epaminondas Dias do Prado;
2.1.7 Orlando Dias do Prado. Casou-se com Brasilina (Zilica).
2.2 Ana. Faleceu em 25/11/1866, com 8 dias;
2.3 João Firmino de Almeida;
2.4 João Francisco de Almeida. Casou-se com Verginia Maria de Jesus.

3. Messias Romão de Almeida. Nasceu em Ouro Fino – MG em 1845. Casou-se em 10/11/1867 com Constância Genoveva de Oliveira.

4. José Maria de Almeida Ramos. Nasceu em Ouro Fino – MG por volta de 1847 e faleceu no Patrimônio da Liberdade, atual município de Iepê, aos 22/05/1925, tendo sido o primeiro sepultado no cemitério daquela cidade. Casou-se em Brotas, aos 25/01/1873, com Joaquina Maria de Jesus, ou da Conceição, falecida em Piraju no dia 01/09/1920. Pais de:
4.1 Julia de Almeida Ramos, batizada em Brotas – SP aos 07/06/1874, com declarados dois meses de idade, tendo como padrinhos Joaquim Evangelista Lacerda e Vicência Maria de Jesus. Converteu-se anos mais tarde ao Protestantismo. Faleceu em Iepê, aos 19/05/1930. Doou em 1924 as terras para a construção do atual cemitério de Iepê. Casou-se em Brotas com Prudenciano Bueno do Prado, falecido aos 14/09/1908 em Macatuba – SP, onde foi sepultado, filho de José Bueno de Camargo Prado e Vicência Maria Pereira. Pais de:
4.1.1 Sebastião, nascido aos 12/12/1892 e falecido aos 22/12/1892;
4.1.2 Benedito, nascido aos 23/04/1894. Sofria de problemas mentais e foi internado no Hospital Psiquiátrico Juquiri antes da partida definitiva da família Almeida de Palmital para Iepê, em 1920;
4.1.3 Antonio de Almeida Prado, nascido aos 29/01/1896, em Lençóis Paulista – SP, onde foi batizado no dia 15/02/1896, tendo como padrinhos Germano Bueno de Camargo e sua mulher Delfina Bernardina de Oliveira. Converteu-se anos mais tarde ao Protestantismo. Foi casado com sua prima Silvina Joaquina de Almeida, filha de João Salviano Rodrigues e Maria Joaquina de Almeida. Antonio doou em 1923 dez alqueires de terras, na Fazenda Patos, para a criação do Patrimônio da Liberdade, posteriormente Iepê. Faleceu aos 25/12/1960, após ministrar uma aula na Escola Dominical, na cidade de Porto Feliz – SP, onde foi sepultado. Posteriormente, seus restos mortais foram transferidos para o cemitério de Iepê. Pais de: Maria Júlia de Almeida Prado, Aurora D’Alva de Almeida Prado, Jacy de Almeida Prado, Miriam de Almeida Prado e Moisés (falecido com um ano de idade);
4.1.4 Joaquina, nascida aos 02/06/1897. Faleceu solteira, com cerca de 40 anos;
4.1.5 Ana Júlia, nascida aos 14/10/1898. Faleceu solteira;
4.1.6 Vicencia, nascidau aos 17/04/1890 e falecida aos 01/08/1901;
4.1.7 Josepha Júlia de Almeida (Josephina), nascida aos 14/01/1902 e falecida aos 13/06/1998. Casou-se com Juvenal Arruda Sant’Anna, filho de João Rufino Sant’Anna e Rosalina Arruda. Pais de: Eunice, Eloide, Odilon, Osvaldo e Ulisses (falecido prematuramente);
4.1.8 Catharina, nascida aos 24/02/1904 e falecida aos 30/07/1904;
4.1.9 João de Almeida Prado, nascido aos 22/06/1905 e falecido aos 23/04/1964. Casou-se com Ana Rosa do Lago, nascida aos 11/05/1925 e falecida aos 25/06/1985, filha de Mário Pereira do Lago e Lizíria Murback do Lago. Pais de: João de Almeida Prado Júnior e Júlia Almeida Prado de Oliveira;
4.1.10 José Prudenciano do Prado (Quita), nascido em Lençóis Paulista, aos 25/03/1907. Faleceu em Iepê, aos 02/01/1924, por problemas cardíacos;
4.1.11 Maximília Gonçalves, filha adotiva. Faleceu provavelmente nos meses finais de 1920, após a transferência definitiva de sua família de Palmital para Iepê. Estava grávida e, naquela ocasião, contraiu sarampo, que foi a causa de sua morte. Teve os filhos João Manoel e Juvenal, provavelmente criados pela avó Julia;
4.1.12 Maria Francisca de Oliveira (Maria Fortunato Pereira), filha adotiva. Seus pais biológicos chamavam-se Fortunato Luiz da Costa e Francisca Maria Vicência. Foi casada com Francisco Candido de Almeida, filho de João Candido de Almeida e Maria Dias do Prado. Pais de: Calvino, Josefina, Azor, Jonas, Orlando, Julia e Neir;
4.1.13 José Miguel, filho adotivo.
4.2 Francisco Severiano de Almeida, mais conhecido como Chico Maria, nasceu aos 08/11/1877 em Brotas – SP.  Foi batizado em Dourado – SP, no dia 01/01/1878, tendo como padrinhos Francisco de Paula Almeida Ramos e Maria Constancia de Oliveira. Converteu-se anos mais tarde ao Protestantismo. Casou-se aos 18/10/1902, em Tejupá, com Anna Balduína de Oliveira, nascida em Lençóis Paulista, aos 11/05/1882, filha de José Domingues de Oliveira e Balduína Maria de Jesus. Chico Maria foi o idealizador e articulador da criação do Patrimônio da Liberdade, posteriormente Iepê. Faleceu em Paraguaçu Paulista aos 20/03/1940, mas foi sepultado em Iepê. Anna Balduína faleceu em Iepê aos 15/11/1965. Chico Maria teve de um relacionamento adolescente o filho José e com sua esposa Anna Balduína os outros filhos:
4.2.1 José Severiano de Almeida. Casou-se três vezes. Teve com a primeira esposa, Amélia Antonia de Almeida, os filhos: Wilson, Nelcides, Esron, Osvaldo, Edson, Nadir e Tércio. Com a segunda esposa Emília Galvão Severiano de Almeida teve o filho João Severiano de Alemida. Casou-se em terceiras núpcias em Centenário do Sul, com Valentina Regina Severiano de Almeida, com quem teve os filhos: Dirceu, Milceu, Onício e Nice;
4.2.2 Raul Severiano de Almeida, falecido prematuramente na Fazenda Patos. Foi sepultado no extinto cemitério de São Roque;
4.2.3 Rubens Severiano de Almeida. Casou-se com Florentina Ladeia, com quem teve os filhos: Marlene, Mércia, Francisco, Marcília, Eliseu, Eliana e Silas;
4.2.4 Joaquim Severiano de Almeida, mais conhecido como Quinzinho Maria, nasceu aos 11/05/1911 em Belo Monte, comarca de Piraju – SP. Foi vereador por vinte e um anos em Iepê, cidade com a qual muito colaborou. Faleceu solteiro, aos 20/01/1985, em Iepê, onde foi sepultado;
4.2.5 João Severiano de Almeida, nascido aos 05/04/1909. Casou-se com Zulmira Miguel da Silva, filha de Joaquim Miguel da Silva, com quem teve os filhos: Irani, Jacini, Francisco, Anderson, Dielze, Ana Maria, Geliad e Daniel;
4.2.6 Benedicta de Almeida, nascida aos 16/09/1904 e falecida em Iepê aos 29/11/1987. Casou-se em primeiras núpcias com Lázaro Salviano de Almeida, com quem teve um casal de filhos, que faleceu prematuramente. Casou-se, em segundas núpcias, com José Camilo da Silva, nascido aos 15/04/1904 e falecido em Iepê aos 02/04/1996. Teve com José Camilo os filhos: Davi, Raul, Francisco Salomão (faleceu prematuramente), Leonina (adotiva).
4.2.7 Balduína de Almeida, nascida aos 20/04/1907. Casou-se com João Machado Coutinho, filho de Tertuliano Machado Coutinho e Brasilina Alves Moreira, com quem teve os filhos: Francisco e Lisonias;
4.2.8 Júlia de Almeida. Casou-se com Eugenio Arruda Sant’Anna, filho de João Rufino Sant’Anna e Rosalina Arruda, com quem teve o filho adotivo Jairo Batista de Arruda (Tico);
4.2.9 Marcília de Almeida, nascida em Palmital aos 19/01/1919. Casou-se com Olavo Garcia de Oliveira (Gui), filho de Adalberto Garcia de Oliveira e Laudelina Maria de Oliveira, com quem teve os filhos: Francisco (Nenzo), Rubilan e Marci (falecida logo após o nascimento);
4.2.10 Laura de Almeida, nascida em Iepê aos 21/02/1924 e falecida aos 02/10/1988. Casou-se com Oliveiros Cardoso Matos, nascido em Gararu – SE aos 06/10/1912 e falecido em Iepê aos 18/09/1950, filho de Olavo Cardoso de Matos e Antonia Belarmina de Menezes. Pais de: Selma Greice e Ana Antonia.
4.3 Joaquim, sepultado em Boa Esperança – SP, em 19/01/1880, com 3 dias de idade.
4.4 Messias José de Almeida, nascido em Lençóis Paulista – SP aos 09/11/1882. Casou-se aos 20/12/1911 com Sebastiana Maria Magdalena. Pais de:
4.4.1 Cassemiro de Almeida. Casou-se com Alzira. Pais de: Saulo, Deolinda e do adotivo Antonio;
4.4.2 Valdomiro de Almeida. Casou-se com Celina. Pais de: Odilon, Clóvis, Pérsio e Edna;
4.4.3 Leonor de Almeida. Casou-se com Ataliba Ribeiro de Arruda, com quem teve os filhos Doracy e Mauro. Casou-se, em segundas núpcias, com Gildo Soares, com quem teve o filho Gideão;
4.4.4 Madalena Vicência de Almeida, nascida aos 31/03/1913. Casou-se com Ogue, com quem teve a filha adotiva Maria Luiza.
4.5 Maria Joaquina de Almeida (Mariazinha), nascida em Brotas – SP por volta de 1875. Casou-se em Lençóis Paulista – SP aos 16/02/1895, com João Salviano Rodrigues, nascido em Piraju – SP, por volta de 1871, filho de Salviano Rodrigues Sanguedalgodins e Maria Leite das Dores. Os filhos do casal foram nascidos no distrito de Bello Monte, atual Tejupá, município de Piraju – SP. Sem confirmação do filho Francisco Salviano. Tiveram os filhos:
4.5.1 José Salviano de Almeida, nascido aos 20/05/1899. Casou-se com Evangelina Arantes. Pais de: Clóvis e Percy;
4.5.2 Lázaro Salviano de Almeida, nascido aos 20/06/1899 (data que consta em seu registro de nascimento, mas é provável que tenha nascido em 1900);
4.5.3 Silvina Joaquina de Almeida, nascida aos 04/04/1901. Casou-se com seu primo Antonio de Almeida Prado, filho de Prudenciano Bueno do Prado e Julia de Almeida Ramos. Pais de: Aurora Dalva, Jaci, Miriam e Maria Júlia;
4.4.4 Gregório Salviano de Almeida, nascido aos 07/01/1903;
4.5.5 Ester Rodrigues de Almeida, nascida aos 19/05/1906. Foi a segunda esposa de João Machado Coutinho, filho de Tertuliano Machado Coutinho e Brasilina Alves Moreira. Pais de: Ada, Alfredo, Nilta, Samuel, Tercílio e Paulo;
4.5.6 Ana Joaquina de Almeida, nascida aos 20/07/1907. Casou-se com Jonas Gonçalves Sant’Anna, filho de Antonio Engrácio Sant’Anna e Gertrudes Gonçalves. Pais de: João, Baslute, Boanerges, Jair, Jurandir, Jurair e Jeane Mari;
4.5.7 João Rodrigues de Almeida (João Salviano), nascido aos 14/10/1908. Casou-se com Emilia Candido de Almeida. Pais de: Esmivete, Claudete, Joemi, Guaraciaba, Silas e Edson;
4.5.8 Nicanor Rodrigues de Almeida. Nasceu em 25.11.1909. Casou-se com Acir. Pais de: Maria Amélia;
4.5.9 Pedro Rodrigues de Almeida, nascido aos 16/02/1911;
4.5.10 Alfredo Rodrigues, nascido aos 01/02/1912. Casou-se com Olga. Pais de: Alfredo e Osni;
4.5.11 Eufrosina de Almeida, nascida aos 24/11/1913. Casou-se com Epaminondas Dias do Prado (Nondi). Pais de: Guaraci, Moisés, Dalva e Vislande;
4.5.12 Adolpho de Almeida Rodrigues, nascido aos 31/03/1916. Casou-se com Delcina. Pais de: Orlando, Osvaldo, João, Florisvaldo e Maria Luiza.
4.5.13 Francisco Almeida Salviano (Chiquito). Casou-se com Laura Coutinho. Pais de: Oziel, Oséas, Davi, Mirian, Laura (Laurinha), Vasti (Vastinha) e os gêmeos João e Maria;
4.6 Ana Joaquina de Almeida. Casou-se em Tejupá – SP aos 23/07/1911, com seu primo José Cândido de Almeida, filho de João Cândido de Almeida e Maria Dias do Prado. Pais de:
4.6.1 Nair de Almeida, falecida ainda criança;
4.6.2 Osvaldo de Almeida, falecido ainda criança;
4.6.3 Juvenal de Almeida, falecido ainda criança;
4.6.4 Argemira de Almeida. Casou-se com Wilfrido de Barros. Pais de: Mara de Almeida Barros e Itamar de Almeida Barros;
4.6.5 Silvina Emiliana de Almeida. Não se casou;
4.6.6 Silas. Faleceu prematuramente, aos 12 anos, vítima de trágico acidente que envolveu um carro de bois.

5. Maria. Nasceu em 11/12/1849.

6. João. Nasceu aos 01/10/1852.

7. João Cândido de Almeida Ramos. Nasceu aos 09/01/1857. Casou-se com Maria Dias do Prado (Maria Vicência de Jesus), falecida em Iepê aos 15/11/1944. Pais de:
7.1 Estevão Dias de Almeida. Casou-se com Isaura. Pais de: Epaminondas e Maria;
7.2 Sebastiana Dias de Almeida ou Sebastiana Maria das Dores. Casou-se duas vezes, teve um total de 14 filhos. Um de seus maridos chamava-se Sebastião Antonio Gonçalves;
7.3 Olímpio Candido de Almeida. Casou-se com sua prima Maria José de Almeida (mãe vó), filha de Elias Dias do Prado e Eduarda Maria de Almeida. Pais de:
7.3.1 Amazília Almeida Pereira. Casou-se com Inocêncio Pereira Filho. Pais de: Edson, Jarbas, Joel, Juraci, Jurair, Jurandir, Jairo, Jaci, Jaime e Jane;
7.3.2 Virgílio Almeida;
7.3.3 Eduarda Almeida;
7.3.4 Ezequias Dias de Almeida. Casou-se com Áurea Amaral. Pais de: Dirley e das adotivas Luci e Zenaide;
7.3.5 Anésia Almeida. Casou-se com Angelino Porfírio. Pais de: Dijanira, Moisés, Eunice, Pedro, Helena, Florinda, Maria Luci, José, Rute e Diva;
7.3.6 Elias Dias do Prado. Casou-se com Maria Souza. Pais de: Eliemar, Ednei, Evanilda, Edvaldo, Edemir, Edmar, Elcimara, Eduardo, Elza, Ezequias e Emael;
7.3.7 Maria de Lourdes Almeida. Casou-se com Clóvis. Pais de: Sônia, Wladmir e Paulo.
7.4 José Cândido de Almeida, nascido em 1887. Casou-se com sua prima Ana Maria de Almeida, filha de José Maria de Almeida Ramos e Joaquina Maria da Conceição. Pais de: Argemira, Silvina e Silas;
7.5 Francisco Candido de Almeida, nascido aos 02/08/1888. Casou-se com Maria Francisca de Oliveira (Maria Fortunato Pereira), filha biológica de Fortunato Luiz da Costa e Francisca Maria Vicência, porém, foi criada por Julia de Almeida Ramos. Pais de: Calvino, Josefina, Azor, Jonas, Orlando, Julia e Neir;
7.6 Joaquim Candido de Almeida, nascido aos 01/05/1891. Faleceu solteiro, com 22 anos de idade, vítima de epilepsia;
7.7 Pedro Candido de Almeida, nascido em Lençóis Paulista, aos 30/04/1894. Casou-se aos 25/07/1912 com Lucília Magdalena de Oliveira (Lucília Barretos), filha de José Domingues de Oliveira e Balduína Maria de Jesus. Pais de: João (falecido prematuramente), Isaías, Virgilina, Adelina, Isac, Emília, Joaquim, Zeni e Palmira. Pedro Candido casou-se, em segundas núpcias, com Lídia, com quem teve os filhos: Gidioni e Sueli;
7.8 Antonio Candido de Almeida. Casou-se com sua prima Ana Dias do Prado, filha de Elias Dias do Prado e Eduarda Maria de Almeida. Pais de: Judite, Jeobel, Jair e Jubeir;
7.9 Ana Candido de Almeida, nascida em Piraju – SP aos 06/02/1899. Casou-se com Antonio Fortunato Pereira (Antonio Nato), nascido em Macatuba – SP, aos 20/09/1896, filho biológico de Fortunato Luiz da Costa e Francisca Maria Vicência, porém foi criado por seu padrinho Bernardino Bueno do Prado. Antonio Nato chegou a Iepê em 1920. Adquiriu, em 1928, de Antonio de Almeida Prado, um lote de terras, que corresponde hoje a uma parte central de Iepê, com mais de 120 residências (entre as ruas Ceará e João Garcia de Oliveira, iniciando-se no córrego dos Patos e limitando-se com a rua Alagoas). Pais de:
7.9.1 Isolina Pereira de Almeida. Casou-se com Ariovaldo Sten Rolim. Pais de: Antonio Cláudio Pereira Rolim e Ariovaldo Pereira Rolim;
7.9.2 Noêmia de Almeida Pereira. Casou-se com João Knox Rodrigues. Pais de: Nívea e Ruiter;
7.9.3 Orminda Almeida Pereira. Casou-se com André Garbosa Filho. Pais de: Dalter e Ana Maria;
7.9.4 João Pereira. Casou-se com Aparecida Fabrício dos Santos. Pais de: Aridauto e Claudevan;
7.9.5 Valdi Almeida Pereira. Casou-se em primeiras núpcias com Otávio Garbosa Sobrinho e, em segundas núpcias, com Jacob Piovesana, com quem teve a filha: Silvana;
7.9.6 Gerson Pereira. Casou-se em primeiras núpcias com Maria Martins e, em segundas núpcias, com Zuleide Pereira. Teve com a primeira esposa os filhos: Vânia, Vander, Gerson, Odilon, Tânia e Cláudia;
7.9.7 Rubens Pereira de Almeida. Casou-se com Tereza Silva. Pais de: Eliade, Rui e Eliana;
7.9.8 Gersoni Almeida Pereira. Casou-se com Villy Krug. Pais de: Valter e Antonio Marcos;
7.9.9 Rudiney de Almeida Pereira, foi vereador em Iepê por cinco legislaturas ininterruptas. Casou-se com Maria Ivanir Pedrão. Pais de: Cassiane, Caroline, Laiane;
7.9.10 Maria Adélia Almeida Pereira. Casou-se com Luiz Gomes dos Santos. Pais de: Lígia e Ana Fábia.

8. Francisco de Almeida Ramos, falecido aos 21/07/1923, com declarados 56 anos. Casou-se com Candida Januária da Rosa ou Candida Januária Ferreira, filha do Alferes Manoel José Ferreira e de Anna Rosa Ferreira. Tiveram os filhos:
8.1 José de Almeida Ramos;
8.2 Maria Rosa de Almeida Ramos, nascida aos 16/05/1892. Casou-se aos 14/05/1912 com Marcilio Rodrigues de Oliveira;
8.3 Francisco de Almeida Ramos. Casou-se com Floriza Maria da Conceição. Pais de: Antônio, Maria, Luzia, Lazara, Aparecida, Benedito e Paulo.
8.4 Izabel de Almeida Ramos;
8.5 Rosa de Almeida Ramos;
8.6 Januária de Almeida Ramos;
8.7 Elpídia de Almeida Ramos;
8.8 Benedicta Patrocina da Conceição, nascida em Tejupá – SP aos 10/08/1908;
8.9 Achiles Apparecido de Almeida Ramos, nascido aos 27/11/1910 e falecido aos 14/07/1980;
8.10 Francisca de Almeida Ramos;
8.11 Donatília de Almeida Ramos;
8.12 Joaquim de Almeida Ramos;
8.13 Ana Rosa de Almeida Ramos.

Fontes:
- Documentos oficiais, registros eclesiásticos e diversos relatos orais, em especial, das Sras. Eunice Sant’Ana Málaque e Amélia Barreto Sant’Anna.
- Colaboração dos descendentes da família Almeida Ramos: João do Prado (Zizo), Adalberto N. de Almeida Camargo, Keila Mara Sant’Ana Málaque, Francisco Severiano de Oliveira (Nenzo), Selma Greice Matos, Ana Antonia Matos, Deborah Kelly Pereira, Rudiney de Almeida Pereira, Jeane Mari Sant’Ana Spera, João Severiano de Almeida.
- Site: http://www.cantoni.pro.br/a_ramos/pafg01.htm (Descendentes de Antonio de Almeida Ramos).
- Subsídios para a História de Iepê, volumes 1, 2, 3 e 4, organizados por Keila Mara Sant’Ana Málaque.




FAMÍLIA SANT'ANNA

 Os patriarcas da família Sant’Anna foram Andre de Santa Anna (André Sant’Anna) e Antonia Maria do Espírito Santo (Antonia Maria Rodrigues).
De acordo com relatos orais, André teria vindo da Alemanha no século XIX, durante o período Imperial brasileiro, para trabalhar na Fábrica de Ferro de Ipanema, localizada próximo a Sorocaba. Uma outra linha de relatos aponta, porém, que teria sido seu pai quem veio da Alemanha.  O sobrenome da família, segundo alguns descendentes, seria Elmer ou Ludwig, mas por medo da perseguição aos judeus, adotou-se o sobrenome português Sant’Anna  de uma família de Recife, quando da chegada ao Brasil.
Até a  presente data, não se comprovou documentalmente a relação com antecedentes alemães.  As pesquisas efetuadas indicam que André teria se casado duas vezes na cidade de Tatuí; a primeira em 20/04/1847 com Maria Catharina,  e a segunda, já viúvo, em 08/10/1864, com Antonia Maria do Espírito Santo,  a ancestral dos Sant’Anna de Iepê.  Do casamento com Antonia Maria, nasceram sete filhos, todos  na região de Porangaba. Destes, ao menos cinco  tiveram descendência em Iepê (João Rufino, José Lino, Antonio Engrácio, Pedro e Maria).
Antonia Maria  era filha de Antonio Joaquim de Oliveira Prestes e Alexandrina Maria Vieira. Segundo relatos, ela seria irmã de Antonio Joaquim Rodrigues, o patriarca da família Rodrigues, fato que explica o parentesco entre as famílias Sant’Anna e Rodrigues.
As pesquisas sobre a família Sant’Anna encontram-se em andamento e os resultados serão divulgados no Blog “bordadosdotempo.blogspot.com.br”.
Segue abaixo parte da descendência de André e Antonia Maria:

1. João Rufino Sant’Anna, nascido em Porangaba – SP aos 06/08/1865 e falecido em Iepê aos 26/03/1947. Casou-se com Rosalina Arruda, nascida aos 31/12/1870 e falecida em Iepê aos 23/05/1951. João Rufino e Rosalina moravam e trabalhavam em fazendas na região de Porangaba e de Tatuí, onde as terras não eram muito férteis. Por volta de 1915, após a construção do prolongamento da Estrada de Ferro Sorocabana, deu-se o início do desbravamento da região oeste do Estado de São Paulo. A notícia da exuberância e da fertilidade daquelas terras espalhou-se rapidamente e muitas famílias de agricultores que viviam mais a leste e ao centro do Estado, interessaram-se em conhecer a nova região que estava sendo explorada. Foi nessa época e nesse contexto histórico que a família Sant’Anna se transferiu para Tarumã e de lá para a Fazenda Figueira, no atual município de Iepê, onde, em 1916, João Rufino havia adquirido uma gleba de terras. O café estava no auge, razão pela qual foi a primeira lavoura cultivada na região. Derrubaram as matas, formaram cafezais, construíram um casarão, no estilo da época, com dois salões, seis quartos, cozinha grande tendo no centro o fogão à lenha. João Rufino era muito hábil na agricultura. Além do cafezal, formou pomar com diversas variedades de frutas, especialmente as cítricas. Criava porcos, mantinha uma venda, trazendo da cidade mais próxima, as mercadorias que fornecia aos novos moradores do local. Também foi um grande apicultor, utilizando técnicas alemãs para esta prática, sendo o único vendedor de mel naquela região. Trabalhou ainda como preposto para a Companhia Brasileira de Colonização, intermediando a venda de lotes nas Fazendas Patos e Figueira. João Rufino era presbiteriano independente e foi um dos que contribuíram generosamente para a construção do Templo da Igreja Presbiteriana Independente de Iepê, inaugurado em 1940. João Rufino Sant’Anna e Rosalina Arruda tiveram os filhos:
1.1 Elydio Arruda Sant’Anna, nascido aos 01/02/1900 e falecido em Iepê aos 05/02/1970. Casou-se com sua prima Maria Gonçalves Sant’Anna, nascida aos 09/03/1905 e falecida em Botucatu aos 23/09/1964, filha de Antonio Engrácio Sant’Anna e Gertrudes Gonçalves. Pais de: Leonina, Natália, Ilda (primeira mulher eleita vereadora em Iepê, no ano de 1992) e de um natimorto;
1.2 Silvério Arruda Sant’Anna. Casou-se com Amazília Coutinho, filha de João Fernandes e Laura Coutinho. Pais de: Ozias (Zizi), Olinda, Ada, Márcio, Gerson, Zeni e Jaci;
1.3 Juventina Arruda Sant’Anna. Casou-se com Marciano. Pais de: Doraci e Imê ;
1.4 Guilherme Arruda Sant’Anna. Casou-se com Ondina Bertholdo Vieira, filha de Francisco Bertholdo Vieira e Maria Branca Miranda. Pais de: Guaraci e Jarbas (ambos falecidos prematuramente), Tércio, Guilherme Junior, Helen e Kennedy;
1.5 Juvenal Arruda Sant’Anna, nascido aos 11/06/1895 e falecido em Iepê aos 17/08/1967. Casou-se com Josepha Julia de Almeida (Josephina), filha de Prudenciano Bueno do Prado e Julia de Almeida Ramos. Pais de: Eunice, Eloide, Odilon, Osvaldo e Ulisses (falecido prematuramente);
1.6 João Arruda Sant’Anna. Casado com Aurora Arruda. Pais de: Marina, Jovita, Dirce, Anézia, Neusa e Marisa;
1.7 Eugênio Arruda Sant’Anna, nascido aos 25/10/1906 e falecido em Iepê aos 07/08/1968. Casou-se com Júlia de Almeida, filha de Francisco Severiano de Almeida e Anna Balduína de Oliveira. Pais de Jairo Batista de Arruda (adotivo);
1.8 Ermelinda Arruda Sant’Anna (Milica). Casou-se com José Miguel;
1.9 Pedro Arruda Sant’Anna, nascido aos 23/08/1909 e falecido em Iepê aos 02/10/1999. Casou-se com Sebastiana Dias (Neguita), filha de Izalino Ferreira e Donata Dias do Prado. Pais de: Wolnei (falecido com 8 meses), Wolnei (homônimo do irmão falecido), Neide e Wilson.

2. José Lino Sant’Anna, nascido em 1875 e falecido em 1956. Era presbiteriano sinodal. Participou com seus irmãos dos primeiros momentos de Iepê. Anos mais tarde mudou-se para Assis, onde faleceu. Casou-se com sua prima Filomena Rodrigues, nascida em 1894 e falecida 1973, filha de Antonio Joaquim Rodrigues e Joaquina Gonçalves. Pais de:
2.1 Paulo Lino de Sant’Anna, nascido em 1914 e falecido em 1983. Casou-se com Laudelina da Mota Sant’Ana, falecida em 1973, filha adotiva de Cornélio Machado Coutinho e Ernestina Sant’Ana Galvão. Pais de: Ulisses e Eunice. A filha Eunice casou-se com Gilberto, com quem teve os filhos: Cíntia, Sérgio e Cristiano.
2.2 Filoselina Rodrigues de Sant’Anna, nascida em 1916 e falecida em 1974. Casou-se com João Inácio dos Santos, falecido em 1976. Pais de Hermínia que, por sua vez, casou-se com Adão, com quem teve os filhos: Carlos, Cristina e Adilson.
2.3 Syllas Rodrigues Sant’Anna, nascido em 1918 e falecido em 1968. Casou-se com Odete. Sem descendentes.
2.4 Wilson Rodrigues Sant’Anna, nascido em 1920 e falecido em 1997. Casou-se com Conceição Aparecida de Castro, falecida em 1985. Pais de Rivalina que, por sua vez, casou-se com Angela, com quem teve a filha Natasha.
2.5 Gamaliel Sant’Anna, nascido em 1922 e falecido em 1981. Casou-se com Mafalda. Sem descendentes.
2.6 Aldina Sant’Anna, nascida em 1924 e falecida em 2014. Casou-se com Francisco Fernandes Peres, falecido em 2014. Sem descendentes.
2.7 Alpha Sant’Anna, nascida em 1926. Casou-se com Aleriano Arruda, falecido em 2009. Pais de: 1- Maria Cecília, mãe de Daniel e Jorge. 2- Alfa Cecília que, por sua vez, casou-se com Jamil, com quem teve os filhos: Jamil, Alexandre e Rafis. 3- Aleriano Filho, solteiro. 4- Marcos que, por sua vez, casou-se com Dorita, com quem teve os filhos Alexandre e Andréia. 5- Onésimo que, por sua vez, casou-se com Marilda, com quem teve as filhas Ana Irene e Raquel.
2.8 Áquila Sant’Anna, nascida em 1928 e falecida em 2016. Solteira.
2.9 Onésimo Sant’Anna, nascido em 1930. Casou-se com Maria Kintchev (Marúcia), falecida em 2016. Pais de: 1- Elizabete. 2- Claudete que, por sua vez, casou-se com Sérgio Paulo de Moraes, com quem teve a filha Paula K. S. Moraes. 3- Marúcia. 4- Onésimo Junior que, por sua vez, casou-se com Adriana, com quem teve o filho Natan Sant’Anna. 5- Alexandre, solteiro.
2.10 Undécima Sant’Anna, nascida em 1932. Casou-se com Ruy de Carvalho C. Brochado, falecido em 2012. Pais de: 1- Ester. 2- Rui que, por sua vez, casou-se com Silvana, com quem teve os filhos Michel e Marcel. 3- Isabel, mãe de Pablo e Gabriel. 4- Misael, pai de Amiger.

2.11 Edenir Rodrigues Sant’Anna, nascido em 1938 e falecido em 2012. Casou-se com Clara Emília de Lima, falecida em 1987. Pais de: Plínio Augusto e Priscila.

3. Antonio Engrácio Sant’Anna. Casou-se com Gertrudes Gonçalves (Tudica). Pais de:
3.1 Maria Gonçalves Sant’Anna, nascida aos 09/03/1905 e falecida em Botucatu aos 23/09/1964. Casou-se com seu primo Elydio Arruda Sant’Anna, nascido aos 01/02/1900 e falecido em Iepê aos 05/02/1970, filho de João Rufino Sant’Anna e Rosalina Arruda. Pais de: Leonina, Natália, Ilda (primeira mulher eleita vereadora em Iepê, no ano de 1992) e de um natimorto;
3.2 Ezequias Gonçalves Sant’Anna. Casou-se com Laura Garcia de Oliveira, filha de Elias Antonio de Oliveira e Ignacia Garcia de Oliveira. Pais de: Carolina (Lola), Emília (Zica), Elias (Lilão), Altair (Beca), Iracema, Antonio, Iná, Cleise, Gláucia, Nisa, Bonifar e Oquelces;
3.3 João Gonçalves Sant’Anna (Jango). Casou-se em primeiras núpcias com Maria do Carmo Garcia de Oliveira (Carmem), filha de Elias Antonio de Oliveira e Ignacia Garcia de Oliveira, com quem teve as filhas: Eloína e Hellen (Nenzinha). Casou-se em segundas núpcias com Cesarina Pereira Castro, com quem teve os filhos: Elcie (Fiuca), Eunice, Euzilma (Moca), Eunilda (Lalo), Décio, Zauil e Vantuil;
3.4 Antonio Gonçalves Sant’Anna (Tonico). Casou-se com Zilda Pereira Castro, filha de Sansão Pereira Castro. Pais de: Leni, Gerson, Zilton, Gessi, Gersei, Dermival, Vanderci e Antonio Junior;
3.5 Jonas Gonçalves Sant’Anna. Casou-se com Ana de Almeida, filha de João Salviano Rodrigues e Maria Joaquina de Almeida (Mariazinha). Pais de: João, Baslute, Boanerges, Jair, Jurandir, Jurair e Jeane Mari;
3.6 Guilhermina Gonçalves Sant’Anna. Casou-se com Túrbio Ribeiro de Castro. Pais de: Melquíades, Maria (Quita), Néier (Isa), Marli (Ló) e Plínio;
3.7 Orminda Gonçalves Sant’Anna. Casou-se com Arnolpho Ribeiro de Castro. Pais de: Rubens, Reinaldo (Véio), Raul (Nico), Rodolfo, Arnolpho Junior (Lilinho), Andira, Anézia, Alice, Maria (Quita), Raquel (Naca), Romilda (Bem) e Aurora;
3.8 Lídia Gonçalves Sant’Anna. Casou-se com Valter Garcia de Oliveira, filho de Adalberto Garcia de Oliveira e Laudelina Maria de Oliveira. Pais de: Antonio Carlos, Álvaro Plínio (Pingo) e Aroldo;
3.9 Luíza Gonçalves Sant’Anna. Casou-se com Pedrazze (Pedrasa). Pais de: Vinícius (Nino) e Nadir.

4. Pedro Sant’Anna. Casou-se com sua prima Maria Antonia Rodrigues, filha de Antonio Joaquim Rodrigues e Joaquina Gonçalves. Pais de:
4.1 Aurélia Sant’Anna. Casou-se com José Martins. Pais de: Wilson, Laís e Salatiel;
4.2 Raquel Sant’Anna. Casou-se com Epaminondas Bertholdo Vieira, filho de Francisco Bertholdo Vieira e Maria Branca Miranda. Pais de: Darci, Perci e Cleide;
4.3 Maria Sant’Anna (Mariquinha).

5. Maria Sant’Anna. Casou-se com José Augusto Galvão. Pais de:
5.1 Daniel Galvão. Casou-se com Maria de Barros. Pais de: Toniel, João, Padini, Tico, Paulo, Davina e Zené;
5.2 Ismael Galvão (Bem). Casou-se duas vezes e, com a primeira esposa Helena, teve as filhas Ana e Ester;
5.3 Ernestina Sant’Ana Galvão. Casou-se com Cornélio Machado Coutinho (Nenê), filho de Tertuliano Machado Coutinho e Brasilina Alves Moreira. Pais de:
5.3.1 José Machado Coutinho. Casou-se com Guiomar. Pais de: Jessé, Lauro, Ermelinda, Mary Nei, José Guimar e Cornélio (Nenzão);
5.3.2 Isaías (Quito).  Casou-se com Alice Ribeiro de Castro, filha de Arnolpho Ribeiro de Castro e Orminda Gonçalves Sant’Anna. Pais de: Sidney Aurélio de Castro Coutinho;
5.3.3 Argentina. Casou-se com Ezequiel Batista da Silva. Pais de: Mara Lúcia e Silvano;
5.3.4 Mercedes. Casou-se com João de Carvalho. Pais de: Erlei, Evanilda e Edson;
5.3.5 Sete. Casou-se com Neusa Coutinho, filha de Eduardo Machado Coutinho e Davina Leonel. Pais de: Luci e Eloíse;
5.3.6 Teodora. Casou-se com Baslute Sant’Anna, filho de Jonas Gonçalves Sant`Anna e Ana de Almeida. Pais de: Regina, Leda, Márcia, Baslute Junior e Hamilton;
5.3.7 Guaraci. Casou-se com Conceição Batista. Pais de: Nelze e Neiva;
5.3.8 Orides. Casou-se com Sueli Spera. Pais de: Sérgio, Alessandra e Rodrigo;
5.3.9 Enes. Casou-se com Maria do Carmo. Pais de: Elaine, Ednéia, Enes Junior e as gêmeas Edilene e Edilaine;
5.3.10 Ednei;
5.3.11 Maria Sant`Ana Coutinho Arruda. Casou-se com Carlos Ribeiro de Arruda, filho de Adonias Ribeiro de Arruda e América Batista de Arruda. Pais de: Elen, Hermínia, José Carlos (Pólipo), Celi, Ceili, Efraim;
5.3.12 Laudelina (adotiva). Casou-se com Paulo Sant’Anna, filho de José Lino Sant’Anna e Filomena Rodrigues. Pais de: Ulisses e Eunice.

6. Placidina Sant’Anna. Casou-se com Manoel Galvão.

7. Fermina Sant’Anna. Casou-se com o espanhol Venancio Saldiva. Pais de pelo menos:
7.1 Gamaliel.

Fontes: Documentos oficiais, registros eclesiásticos e diversos relatos orais, especialmente de Eunice Sant’Ana Málaque, Ilda Sant’Anna Zakir, Amélia Barreto Sant’Anna, Percio Coutinho Rodrigues, Keila Mara Sant’Ana Málaque, Alice Ribeiro de Castro Coutinho, Neide Santana Serafine, Norma Sant’Anna Zakir, Luiz Alberto Sant’Anna Zakir, Roseli Alexandrelli Borges de Andrade, Rosane Sant’Anna Alexandrelli Lino Alves, Lilian Kleder Sant’Ana Alexandreli Tesone, Guilherme Arruda Sant’Ana Junior, Esther Amâncio Sant’Ana, Keila Sant’Ana, Jeane Mari Sant’Ana Spera, Maria Sant’Ana Coutinho Arruda e Celi Arruda Damasceno.




FAMÍLIA RODRIGUES

Os patriarcas da família Rodrigues foram Antonio Joaquim Rodrigues e Joaquina Gonçalves.
Joaquina era natural de Barra Mansa – RJ.  Antonio Joaquim era natural de Porangaba, junto a Tatuí – SP, onde também faleceu. Segundo relatos, era irmão de Antonia Maria do Espírito Santo (Antonia Maria Rodrigues), a matriarca da família Sant’Anna, razão pela qual as duas famílias – Sant’Anna e Rodrigues – são aparentadas.
Tendo ficado viúva, Joaquina e seus cinco filhos menores, juntaram-se a uma caravana dos parentes de seu marido, da família Sant’Anna, que saiu de Porangaba, para Botucatu, depois para Itatinga, Salto Grande e Tarumã, na Água da Aldeia, onde toda essa família reunida morou de favor, por uma boa temporada, em terras de Elias Teixeira de Carvalho (Tuta).
Em 1916, as famílias Rodrigues e Sant’Anna souberam do loteamento de uma grande gleba de terra de um colonizador francês chamado José Teodoro Baiaux. Naquele mesmo ano foram conhecer essas terras, localizadas na Fazenda Figueira, no atual município de Iepê e, naquela ocasião, adquiriram uma gleba para cada família.
Em 1917, a caravana que levava as duas famílias rumou num carro-de-bois, para as novas terras adquiridas na Fazenda Figueira. Fazia parte dessa caravana também o Sr. Tertuliano Machado Coutinho, que adquiriu sua gleba na Fazenda Patos, em local denominado Água dos Patinhos. Levaram no carro-de-bois quarenta folhas de telhas de zinco, usadas para a cobertura de um rancho de emergência, construído assim que chegaram ao destino, onde ficaram reunidos até cada um localizar sua gleba e passar a morar nela.
D. Joaquina Gonçalves, mãe de João Antonio Rodrigues e Anfrísio Rodrigues, e Julia Coutinho recém casada com Anfrísio foram as únicas mulheres que vieram com esse grupo pioneiro. D. Joaquina e Julia se ocupavam de cuidar dos ranchos e do preparo das refeições, enquanto os demais abriam as matas e iniciavam as primeiras roças. Só depois de tudo pronto, buscaram as outras mulheres e o restante da família.
Segue abaixo, parte da descendência de Antonio Joaquim Rodrigues e Joaquina Gonçalves:

1. João Antonio Rodrigues. Casou-se com Isabel Galvão. Pais de:
1.1 Calvino Rodrigues. Casou-se com Sebastiana Bernardes. Pais de: Vinícius, Sara, Wilson e Lúcia;
1.2 Rute Rodrigues. Casou-se com Antonio Alessi Venerato. Pais de: Plínio, Silvio, Ermi, Ilca (Pituta), Elysio (Teleco) e Alfa Celeste;
1.3 Aura Rodrigues. Casou-se com Geraldo Antunes de Carvalho. Pais de: Haroldo, Wesley, Aurélio, Maria Isabel, Suzete Kelly, Aura Cândida e Débora (falecida prematuramente);
1.4 Guiomar Rodrigues. Casou-se com José Pereira da Silva. Pais de: Zênia Cláudia, Célia e Vera Lúcia;
1.5 João Knox Rodrigues. Casou-se com Noêmia de Almeida Pereira, filha de Antonio Fortunato Pereira e Ana Candido de Almeida. Pais de: Nívea e Ruiter;
1.6 Alice Rodrigues. Casou-se com Higino Sylvio Bovolato. Pais de: Luiz Carlos, Leila Kleder e Isabel Cristina;
1.7 Saulo Rodrigues (Saulim). Casou-se com Benedita. Pais de: José Carlos e João Carlos.

2. Anfrísio Rodrigues, nascido aos 17/01/1891 no Rio Feio, em Porangaba – SP. Casou-se em 1917 com Julia Coutinho, filha de Tertuliano Machado Coutinho e Brasilina Alves Moreira. Pais de:
2.1 Nelson Coutinho Rodrigues, nascido em 09/05/1918. De acordo com seu irmão Percio, foi o primeiro homem nascido no sertão da Água da Figueira e dos Patos. Casou-se com sua prima Maria Coutinho Galvão, filha de Joaquim Galvão e Maria Machado Coutinho. Pais de: Maria Julia, Antonio, Nelma, Shirley e Nelson Junior;
2.2 Maurílio. Faleceu aos 11 anos, vítima de um tumor no intestino;
2.3 Gentil. Faleceu por volta de 1923 na Água da Figueira e foi sepultado no extinto Cemitério de São Roque;
2.4 Nair. Faleceu aos 12 anos, era epilética;
2.5 Gentil Coutinho Rodrigues. Casou-se com Irani Almeida, filha de João Severiano de Almeida e Zulmira Miguel da Silva. Pais de: Sandra;
2.6 Celso Coutinho Rodrigues. Casou-se com Alice Cardoso de Oliveira, filha de João Cardoso de Oliveira e Lídia Prestes Vieira de Oliveira. Pais de: Celso William Rodrigues, Joansel Cardoso Rodrigues e Lidjucea Cardoso Rodrigues;
2.7 Clarice Coutinho Rodrigues. Casou-se com Sebastião Ramos Pereira, filho de Lazaro Ramos Pereira e Benedita. Pais de: Marta Rosana;
2.8 João Coutinho Rodrigues. Casou-se com Esmivete Almeida Salviano, filha de João Salviano e Emília Candido de Almeida. Pais de: Anfrísio Neto e João Marcos;
2.9 Percio Coutinho Rodrigues, nascido em 22/08/1932, na Água da Figueira. Casou-se com Maria Aparecida Lopes, nascida aos 30/05/1938, em Maracaí, filha de Pedro Justino Lopes e Maria Maciel Lopes. Pais de: Cássia, Perci, Cacilda e Sergio Paulo;
2.10 Ananiza Coutinho Rodrigues. Casou-se com José Francisco Grillo, filho de João Francisco Grillo e Anésia Pires. Pais de: Vânia e José Francisco.

3. Maria Antonia Rodrigues. Casou-se, em primeiras núpcias, com seu primo Pedro Sant’Anna, filho de André Sant’Anna e Antonia Maria Rodrigues. Pais de:
3.1 Aurélia Sant’Anna. Casou-se com José Martins. Pais de: Wilson, Laís e Salatiel;
3.2 Raquel Sant’Anna. Casou-se com Epaminondas Bertholdo Vieira, filho de Francisco Bertholdo Vieira e Maria Branca Miranda. Pais de: Darci, Perci e Cleide;
3.3 Maria Sant’Anna (Mariquinha).
Viúva, casou-se pela segunda vez com Luiz Garcia de Oliveira, com quem teve os filhos:
3.4 Edna Garcia de Oliveira. Casou-se com Amarílio Ribeiro. Pais de: Marli, Marco Antonio e Maria;
3.5 Odete Garcia de Oliveira. Casou-se com Seite Ogawa. Pais de: Paulo;
3.6 Laíde Garcia de Oliveira. Faleceu solteira;
3.7 Celeste Garcia de Oliveira. Casou-se com Alfredo Schimitd. Pais de: Alfredo;
3.8 Cleófas Garcia de Oliveira. Casou-se com Darcília.

4. Filomena Rodrigues. Casou-se com seu primo José Lino Sant’Anna, filho de André Sant’Anna e Antonia Maria Rodrigues. Pais de:
4.1 Paulo. Casou-se com Laudelina, filha adotiva de Cornélio Machado Coutinho e Ernestina Sant’Ana Galvão. Pais de: Ulisses e Eunice;
4.2 Silas;
4.3 Filoselina. Casou-se com João Francisco;
4.4 Wilson;
4.5 Gamaliel;
4.6 Alfa;
4.7 Aldina;
4.8 Áquila;
4.9 Onézio;
4.10 Undécima;
4.11 Ademir.

5. Brígida Rodrigues (Bia). Casou-se com Fernando Garcia de Oliveira, conhecido como Nandoca, filho de Elias Antonio de Oliveira e Ignacia Garcia de Oliveira. Pais de:
5.1 Jonatas Garcia de Oliveira (Teco). Casou-se com a Erotildes, filha de Galdino Rodrigues da Silva e Mariana;
5.2 Abigail Garcia de Oliveira (Keketa). Casou-se com Ramiro;
5.3 Carmem Garcia de Oliveira (Carminha). Casou-se com Silvado de Mello (prefeito nomeado de Iepê, sucessor de Agenor Roberto Barbosa), filho de Manoel Galdino e Manoela. Pais de: Cláudio;
5.4 Mercedes Garcia de Oliveira;
5.5 Jeovanice Garcia de Oliveira (Didi).

Fonte: Documentos oficiais, registros eclesiásticos e diversos relatos orais, em especial, do Sr. Percio Coutinho Rodrigues, neto de Antonio Joaquim Rodrigues.



FAMÍLIA COUTINHO
           
            Tertuliano Machado Coutinho juntamente com seu irmão, por parte materna, Francisco Ferreira Coutinho, foram os dois troncos da família Coutinho que vieram para Iepê. Tertuliano, nascido por volta de 1870, era natural de Borda da Mata, nos entremeios de Ouro Fino – MG. Casou-se com Brasilina Alves Moreira, natural de São Carlos - SP. Tertuliano residiu por longo tempo em Ribeirão Claro – PR, administrando fazendas de café. Ali nasceram todos os seus filhos:

1. José Machado Coutinho. Faleceu de acidente, envolvendo gado, no Mato Grosso;
2. Cornélio Machado Coutinho (Nenê). Casou-se com Ernestina Sant’Ana Galvão, filha de José Augusto Galvão e Maria Sant’Ana. Pais de: José, Isaías, Argentina, Mercedes, Sete, Teodora, Guaraci, Orides, Enes, Ednei, Maria e Laudelina (adotiva);
3. Maria Machado Coutinho. Casou-se com Joaquim Galvão. Pais de: Candida, Saulo, Maria, Enis, Erlin e Brasilina;
4. Ezequias Machado Coutinho (Zico). Casou-se com Isabel Leonel, filha de Sebastião Leonel e Sebastiana Quintino Leonel. Pais de: Paulo, Tertuliano, Melquíades, Efraim, Sebastião, Percides e Ulisses;
5. Julia Coutinho. Casou-se com Anfrísio Rodrigues, filho de Antonio Joaquim Rodrigues e Joaquina Gonçalves. Pais de: Nelson, Maurílio, Gentil Primeiro, Nair, Gentil Segundo, Celso, Clarice, João, Percio e Ananiza;
6. João Machado Coutinho. Casou-se em primeiras núpcias com Balduína de Almeida, filha de Francisco Severiano de Almeida e Anna Balduína de Oliveira, com quem teve os filhos: Francisco e Lisonias. Tendo ficado viúvo, casou-se em segundas núpcias, com Ester Rodrigues de Almeida, filha de João Salviano Rodrigues e Maria Joaquina de Almeida (Mariazinha), com quem teve os filhos: Ada, Alfredo, Nilta, Samuel, Tercílio e Paulo;
7. Eduardo Machado Coutinho. Casou-se com Davina Leonel, filha de Sebastião Leonel e Sebastiana Quintino Leonel. Pais de: Sebastiana, Oséias, Alcides, Neusa, Eulanda, Alice e Silvano;
8. Raul Machado Coutinho (Saulo). Teve com a primeira esposa a filha Dirce. Casou-se, em segundas núpcias, com Santina Bogo, com quem teve os filhos: Osvaldo, Osmir e Zelinda;
9. José Machado Coutinho (Note). Casou-se com Maria Silvério, filha de Laurindo Silvério dos Santos e Norvina Antonia. Pais de: Eula, Ele, Hélio, Maria José e Elias (Lili).

Tertuliano fez parte da primeira caravana que chegou em 1917, no território onde mais tarde nasceria Iepê. Em sua residência organizou-se em 17 de abril de 1921 a Igreja Presbiteriana Independente de Três Coqueiros, posteriormente IPI de Iepê. Faleceu em Iepê aos 02/01/1940. Tamanha foi sua importância, que a localidade onde residia, na Água dos Patinhos, foi mais tarde denominada “Bairro do Tertuliano”.

Francisco Ferreira Coutinho, o irmão de Tertuliano, foi casado com Henriqueta Imérica, com quem teve os filhos:

1. Orcélio Ferreira Coutinho. Casou-se com Laudivina Ribeiro. Pais de: Alice, Marta, Eurídice e Maurílio;
2. Orlando Ferreira Coutinho. Casou-se em primeiras núpcias com Leonide Faria Ladeia, com quem teve os filhos: Rubem, Raul e Antonio. Casou-se em segundas núpcias com Ilda Murback, com quem teve os filhos: Laura, Matilde, Lídia, Odete e Osni;
3. Enoque Ferreira Coutinho. Casou-se com Cristina Rosa. Pais de: Neusa, Ordália e Durval;
4. Marta Ferreira Coutinho. Casou-se em primeiras núpcias com Isaías de Oliveira, com quem teve o filho Isaías. Casou-se em segundas núpcias com Jairo Ferreira Coutinho. Pais de: Henriqueta, Julieta, Salomão e Elias;
5. Inácia Ferreira Coutinho. Casou-se com Manoel Lopes. Pais de: Benedito, Maria e Elisabete.

Fonte: Documentos oficiais, registros eclesiásticos e diversos relatos orais, em especial, de Percio Coutinho Rodrigues, Dilma Sinéia Coutinho Sant’Anna, Eulanda Machado Coutinho e Henriqueta Ferreira Coutinho.



FAMÍLIA BERTHOLDO VIEIRA

Os patriarcas da família Bertholdo Vieira foram Francisco Bertholdo Vieira e Maria Branca Miranda. Segue abaixo parte da descendência do casal:

1. Jarbas Bertholdo Vieira (Véio Bertholdo). Casou-se em primeiras núpcias com Ezídia e, em segundas núpcias, com Maria. Teve com a primeira esposa os filhos: Laís, Ivone, Juraci, Irene, Jurair, Laci, Edson, Ednô.

2. Othoniel Bertholdo Vieira. Casou-se em primeiras núpcias com Paulina Goós, filha de Eduardo Goós e Sofia Goós, com quem teve os filhos: Celso, Zeni, Guaraci, Ernani, Francisco e Maria. Tendo ficado viúvo, casou-se em segundas núpcias com Adelina Abdala, com que teve os filhos: Eny, Ercy, Otília, Olga, Eder, Enes e Marta.

3. Epaminondas Bertholdo Vieira. Casou-se com Raquel Rodrigues Sant’Anna, filha de Pedro Sant’Anna e Maria Antonia Rodrigues. Pais de: Darci, Perci e Cleide;

4. Nair Bertholdo Vieira. Casou-se com Carlos Goós, filho de Eduardo Goós e Sofia Goós. Pais de: Beraci, Leisa, Oraci e Elizeu.

5. Elce Bertholdo Vieira. Casou-se com Bolivar Garcia de Oliveira, filho de Adalberto Garcia de Oliveira e Laudelina Maria de Oliveira. Pais de: Jarbas, Onésimo, Cleibe, Iraci, Sumaia, Valter e Jandira.

6. Ondina Bertholdo Vieira. Casou-se com Guilherme Arruda Sant’Anna, filho de João Rufino Sant’Anna e Rosalina Arruda. Pais de: Guaraci e Jarbas (ambos falecidos prematuramente), Tércio, Guilherme Junior, Helen, Kennedy.

Fontes: Documentos oficiais, registros eclesiásticos e diversos relatos orais, especialmente, de Percio Coutinho Rodrigues, Guilherme Arruda Sant’Ana Junior, Esther Amâncio Sant’Ana, Keila Sant’Ana, Roseli Alexandrelli Borges de Andrade, Rosane Sant’Anna Alexandrelli Lino Alves, Lilian Kleder Sant’Ana Alexandreli Tesone, Keila Sant’Anna.



FAMÍLIA VIEIRA MARTINS

José Vieira Martins e Joaquina Camilla de Moraes eram naturais da cidade de Três Pontas – MG. Na década de 1880 José e Joaquina migraram para São Pedro do Turvo – SP, a exemplo de outras famílias mineiras que já haviam chegado àquela região acompanhando o desbravador José Theodoro de Souza. Por volta de 1922, se transferiram com grande parte de sua parentela para a Fazenda Patos, na localidade onde futuramente nasceu o Patrimônio de São Roque, em Iepê. Ali faleceram alguns anos mais tarde e foram sepultados no extinto Cemitério de São Roque.
Segue abaixo parte da descendência de José Vieira Martins e Joaquina Camilla de Moraes:

1. Luiz Vieira Martins, nascido aos 02/04/1886 em São Pedro do Turvo, onde foi batizado aos 18/04/1886, tendo como padrinhos Francisco Vieira Martins e Anna Candida de Jesus. Casou-se em São Pedro do Turvo, aos 27/11/1915, com Domicilia de Souza, nascida por volta de 1897, em São Pedro do Turvo, filha de Francisco de Souza Martins e Antonia Nogueira Martins. Pais de:
1.1 José, nascido em São Pedro do Turvo, onde faleceu com dois meses;
1.2 Luiz, nascido e batizado em São Pedro do Turvo, tendo como padrinhos os tios paternos José Pereira Nantes e Anna Joaquina Vieira;
1.3 José, nascido e batizado em São Pedro do Turvo, tendo como padrinhos os avós paternos José Vieira Martins e Joaquina Camilla de Moraes;
1.4 Francisco, nascido e batizado em São Pedro do Turvo, tendo como padrinhos João Baptista da Silva Veado e Maria Luiza da Silva;
1.5 Geraldo, nascido e batizado em São Pedro do Turvo, tendo como padrinhos seus tios paternos Miguel Vieira Martins e Rita Natália de Moura. Faleceu em Iepê, aos 09/07/1942, tendo como causa da morte colapso cardíaco. De acordo com relatos de antigos vizinhos teria ficado doente após chupar melancia quente. Foi sepultado no extinto Cemitério de São Roque;
1.6 Maria (Prima), nascida e batizada em São Pedro do Turvo, tendo como padrinhos os avós maternos Francisco de Souza Martins e Antonia Nogueira Martins. Foi casada com José Joaquim Alves (José Mineiro);
1.7 Luiza;
1.8 Miguel. Foi casado com Elvira Pelissari;
1.9 Pedro. Foi casado com Ivone;
1.10 Antonio (Tonico), faleceu em Jaguapitã – PR;
1.11 Ismênia. Freira;
1.12 Terezinha, falecida em Iepê aos 11/02/1933, com um ano e meio;
1.13 Terezinha

2. João, falecido aos 24/11/1887, com um dia de vida.

3. Antonio, falecido aos 15/06/1889, com dois meses, tendo febre como causa da morte.

4. Maria Joana Vieira (Mariinha), nascida aos 28/06/1890 em São Pedro do Turvo, onde foi batizada aos 13/07/1890, tendo como padrinhos Anselmo Ricci e Maria Joana de Moraes. Casou-se em São Pedro do Turvo, aos 28/06/1905, com Jorge Elias, nascido na Síria-Turquia, aos 23/04/1881, filho de Elias do Carmo e Rosa do Carmo. Tiveram ao menos os filhos: Elias, Abrão, Moisés, Maria do Carmo, Ismênia, Salim, Terezinha, Agiz e Ciro.

5. Anna Joaquina Vieira (Sinh’Anna), nascida por volta de 1896, em São Pedro do Turvo, onde se casou aos 25/07/1914, com José Pereira Nantes, nascido por volta de 1892, em Conceição do Monte Alegre, filho de Joaquim Vicente Pereira Alvim e Rosa Maria de Jesus. Tiveram uma filha adotiva.

6. Miguel Vieira Martins, nascido aos 29/05/1897 em São Pedro do Turvo, onde foi batizado aos 15/06/1897, tendo como padrinhos Fernando Moura e Amélia Monteiro de Moura. Casou-se em São Pedro do Turvo, aos 08/10/1921, com Rita Natália de Moura, nascida por volta de 1905, em São Pedro do Turvo, filha de Joaquim Valentim de Moura e Felicidade Silva Moura. Miguel faleceu em Iepê, aos 23/03/1937, tendo sido sepultado no extinto Cemitério de São Roque. Pais de pelo menos:
6.1 Joaquina, nascida e batizada em São Pedro do Turvo, tendo como padrinhos Joaquim Valentim de Moura e Conceição da Silva Moura;
6.2 Maria dos Anjos Vieira, nascida e batizada em São Pedro do Turvo, tendo como padrinhos os avós paternos José Vieira Martins e Joaquina Camilla de Moraes. Casou-se em São Pedro do Turvo com Jeronimo Martins Castro, filho de Joaquim Martins Botelho e Maria Tereza de Jesus;
6.3 José (Mano);
6.4 Luiz (Lico);
6.5 Conceição;
6.6 Lourdes.

7. Francisca Romana Vieira, nascida aos 24/03/1899 em São Pedro do Turvo, onde foi batizada aos 01/04/1899, tendo como padrinhos Joaquim Pedro de Oliveira e Silva e Felicidade Maria da Silva. Casou-se em São Pedro do Turvo, aos 15/07/1916, com João Bernardo de Andrade, nascido por volta de 1891, em Santa Cruz do Rio Pardo, filho de Bernardino José de Andrade e Umbelina Maria de Jesus. João Bernardo faleceu na Água do Barreiro, em Iepê, aos 28/12/1950. Pais de:
7.1 Maria Joanna, nascida em 1917, em São Pedro do Turvo. Casou-se com Pedro Dias da Silva (Pedro Rodrigues);
7.2 Advino, nascido em 1918, em São Pedro do Turvo. Casou-se com Diamantina Ferreira;
7.3 Joanna, nascida aos 22/09/1920 em São Pedro do turvo, onde foi batizada aos 09/11/1920, tendo como padrinhos José Cypriano Vieira e Maria Joanna Elias. Casou-se com Antonio Olimpio Ferreira (Antonio Balduíno);
7.4 Francisca, nascida em 1922, em São Pedro do Turvo. Casou-se com o paraibano Constantino Ferreira de Andrade;
7.5 Joaquina, nascida em 1924, em São Pedro do Turvo. Casou-se com Osvaldo Alves Pereira;
7.6 Umbelina, nascida em 1927, em Iepê. Casou-se com João Scuteri;
7.7 Terezinha de Jesus, nascida em 1929, em Iepê. Casou-se com João Batista de Mello;
7.8 José Paulo (Zeca), nascido em Iepê, aos 25/01/1931. Casou-se com Ernestina Scuteri;
7.9 Rosa, nascida em 1934, em Iepê. Casou-se com José Costa Fagundes;
7.10 João, nascido em 1936, em Iepê. Casou-se com Rosa Maria Camillo;
7.11 Maria, nascida morta aos 24/10/1938, em Iepê;
7.12 Iolanda, nascida em 1940, em Iepê. Casou-se com Afonso Gomes de Souza;
7.13 Luiz, nascido em 1943, em Iepê. Casou-se com Maria Claudina Camillo;
7.14 Diva Maria, nascida em 1945, em Iepê. Casou-se com Samir.

8. Joanna, falecida aos 20/12/1903, com três anos.

9. Francisco Vieira Martins, nascido em São Pedro do Turvo, onde foi batizado aos 04/01/1903, tendo como padrinhos Pedro de Oliveira Silva e Maria Custódio de Jesus.

10. José Vieira Filho, nascido aos 25/09/1904 em São Pedro do Turvo, onde foi batizado aos 16/10/1904, tendo como padrinhos Luiz Vieira Martins e Maria Antonia. Casou-se com Messias Monteiro, nascida aos 23/07/1909, filha de João Monteiro Filho e Maria Helena. José e Messias faleceram no dia 23/11/1972. Pais de:
10.1 Maria Aparecida, nascida em Iepê aos 03/12/1930 e falecida também em Iepê aos 31/05/1994. Casou-se com José Manarin;
10.2 Joaquina, falecida em Iepê, aos 30/11/1933, com treze meses;
10.3 Joaquina Vieira, nascida aos 20/07/1933 e falecida aos 21/07/2009. Casou-se com Nadir Chiara;
10.4 Helena, nascida aos 29/06/1936 e falecida aos 19/02/1992. Casou-se com Antonio Roma;
10.5 José. Casou-se com Lúcia de Oliveira;
10.6 Teresa de Jesus, nascida em Iepê, aos 10/04/1940. Casou-se com Sebastião de Oliveira;
10.7 Ismênia. Foi casada com José Vieira de Campos;
10.8 Lourdes. Casou-se com Floriano Machado;
10.9 João Batista. Casou-se com Irene Nunes;
10.10 Vera Lúcia. Casou-se com Paulo Custódio de Souza.

11. João Vieira Martins, nascido aos 25/11/1906 em São Pedro do Turvo, onde foi batizado aos 25/12/1906, tendo como padrinhos João Baptista da Silva e Tereza Candida de Jesus. Casou-se com Lazara Nepomuceno. Pais de pelo menos:
11.1 José Accacio, falecido em Iepê, aos 08/11/1937, com três anos;
11.2 Luiz;
11.3 Hélio;
11.4 João Carlos (Carlito);
11.5 Rubens.

Fonte: Dados pesquisados a partir do acervo do historiador Geraldo Vieira Martins Júnior, de Santa Cruz do Rio Pardo e através de outros documentos oficiais, registros eclesiásticos e diversos relatos orais, em especial, de Teresa de Jesus Vieira de Oliveira.



FAMÍLIA MONTEIRO

Os patriarcas da família Monteiro em Iepê foram Antonio José Monteiro e Mariana Francellina de Jesus. Antonio José nasceu por volta de 1843, em Brotas, filho de Manoel José Monteiro e Venancia Monteiro. Mariana Francellina nasceu por volta de 1854, em Mogi Mirim, filha de José Bento de Oliveira e Maria Teresa de Jesus.
Na década de 1920, Antonio José, morador em Pederneiras, participou de um leilão em Campos Novos Paulista, no qual arrematou uma gleba com cerca de 200 alqueires, situada no local mais tarde conhecido como Água da Vala, no atual município de Iepê.
Naquela época, o filho caçula de Antonio José, Joaquim José Monteiro, morava em Palmital e tempos depois, em 1925, foi tomar posse da nova propriedade, para onde, mais tarde, também se transferiram seus pais e alguns irmãos.
            Antônio José faleceu em Iepê, aos 16/10/1928, com declarados 85 anos de idade. De acordo com o relato de familiares, foi o primeiro católico a ser sepultado do lado esquerdo do corredor central do cemitério de Iepê, onde até então só haviam sido sepultados protestantes. Mariana Francellina também faleceu em Iepê, aos 20/09/1939 e foi sepultada junto ao seu marido.
            Antonio José e Mariana Francellina tiveram os filhos: Pedro, José (Zequinha), Joaquim José, Francisco José, Luiz José, João, Maria Venancia, Francisca, Rita, tendo alguns destes também constituído família em Iepê.
            Cabe ressaltar que a família Monteiro participou ativamente de dois momentos importantes da história de Iepê: em 1927, quando da sua elevação a Distrito de Paz e, em 1944, quando de sua emancipação político-administrativa.
Segue abaixo parte da descendência de alguns filhos de Antonio José e Mariana Francellina que foram para Iepê:

1. Joaquim José Monteiro nasceu no dia 1º de abril de 1902 em Pederneiras – SP, onde foi batizado aos 29/05/1902, tendo como padrinhos Joaquim José Monteiro e Maria Constancia do Espírito Santo. Casou-se aos 08/10/1922, em Lençóis Paulista, com Alexandrina Luiza, nascida aos 15/12/1905, em Lençóis Paulista, onde foi batizada aos 30/01/1906, tendo como padrinhos Fabrício José Monteiro e Maria Julia de São José. Era filha de Manoel Luiz Ferreira Junior e Maria Rita de Jesus. Em 1924 Joaquim José e Alexandrina Luiza se mudaram de Lençóis Paulista para Palmital e de lá para Iepê, onde chegaram no dia 28/08/1925, após uma exaustiva viagem em carro-de-bois, que durou dois dias. Passaram a morar e a trabalhar na propriedade rural da família, na Água da Vala. A cidade de Iepê, que naquela época ainda se chamava Patrimônio da Liberdade, estava no início e Joaquim José muito colaborou com seu desenvolvimento, ajudando, entre outras coisas, na abertura das ruas. Usava para tal fim uma pequena carrocinha – espécie de caçamba – com a qual transportava a terra que era tirada durante a abertura das novas ruas. Ele trabalhava na lavoura a semana toda e, mesmo assim, ainda colaborava com esse trabalho aos sábados e domingos. Trabalhou durante muitos anos puxando madeira para serrarias de Iepê com um “carretão de boi”. Possuiu também em Iepê, por vários anos, um armazém localizado na Rua São Paulo, adquirido do Sr. Ranulfo Fausto de Matos, que ficava sob os cuidados de seus filhos Elza e Manoel (Neco). Anos mais tarde, vendeu o armazém para sua filha Deolinda (Doca), que o transformou num bar, no qual trabalhou por cerca de quarenta anos. Joaquim José e Alexandrina Luiza faleceram em Iepê, ele no dia 28/03/1965 e ela no dia 14/11/1982. Tiveram os filhos:
1. João, nascido por volta de 1923 em Lençóis Paulista, onde faleceu prematuramente;
1.2 Armelindo, nascido aos 28/01/1925, em Palmital. Casou-se com Lourdes Nunes, filha de Quirino Inácio Nunes e Ana Paula do Carmo. Pais de: Diomar, João Batista, Lúcia, Tânia e Edson;
1.3 Irene Maria (Nena), nascida aos 16/12/1926 no Patrimônio da Liberdade, atual município de Iepê, onde foi batizada aos 30/01/1927, tendo como padrinhos Fortunato de Oliveira e Maria Messias de Oliveira. Casou-se com Francisco Ramos Pereira (Chico Tamiro). Pais de: Laura, Maria Odete, Abel, Maria Júlia, Pedro César, Maria Tereza e Nice;
1.4 Júlia, nascida aos 23/02/1929 em Iepê, onde foi batizada aos 16/08/1929, tendo como padrinhos Vicente Ribeiro e Leonor Ribeiro. Faleceu prematuramente, aos 13/11/1931, e foi sepultada no extinto cemitério de São Roque;
1.5 Deolinda (Doca), nascida aos 09/01/1931 em Iepê, onde também faleceu aos 15/08/2011. Casou-se com Arlindo Inácio Nunes, filho de Quirino Inácio Nunes e Ana Paula do Carmo. Pais de: José Carlos, Creusa, Lourdes e Eliana;
1.6 Amélia, nascida aos 20/04/1933 em Iepê. Casou-se com Joaquim Vicente da Silva, filho de Sebastião Vicente da Silva e Carmem. Pais de: Zuleika, Graciema, Carlos, Noé, Davi, Zaqueu e Cássia;
1.7 Noé, nascido aos 09/05/1935 em Iepê. Foi casado com Ana Pelissari, filha de Francisco Pelissari e Maria, com quem teve os filhos: Lucas, Eliana, Sandra, Márcia, Olavo e Sônia. Teve com outras esposas os filhos: Joaquim, Adriana, Alexandrina, Alessandra, Armelindo e Noelcio;
1.8 Roque, nascido aos 14/10/1937 em Iepê, onde foi batizado aos 20/02/1938, tendo como padrinhos Antonio Ribeiro de Oliveira e Rita Maria das Dores. Casou-se com Ilia Eduardo Damasceno, filha de Faustino Eduardo Damasceno e Aldivina Candida de Jesus. Roque faleceu aos 11/01/2011 e foi sepultado em Iepê. Pais de: Ieda, Vera, Joana D’Arc e Valéria;
1.9 Manoel (Neco), nascido aos 22/05/1940 em Iepê, onde foi batizado aos 29/06/1940, tendo como padrinhos João Marcondes dos Santos e Sebastiana Maria de Oliveira. Casou-se com Laura Atência, filha de Geraldo Atência e Isaura da Rosa. Pais de: Marco, Márcio, Marta e Marcelo;
1.10 Elza, nascida aos 16/02/1943 em Iepê. Casou-se com Mário Nunes da Silva, filho de João Pereira da Silva e Olinda Nunes da Silva. Pais de: Lúcia Iara, Lúcia Inês, Valter, Cristiane e Alexandre;
1.11 Maria Aparecida, nascida morta aos 01/12/1944, em Iepê;
1.12 Maria Conceição (Cota), nascida aos 09/07/1946 em Iepê, onde foi batizada aos 09/10/1946, tendo como padrinhos Quirino Inácio Nunes e Ana Paula do Carmo. Casou-se com José Pelim, filho de André Antonio Pelim e Regina Brassal. Pais de: Luiz Carlos, Cássia Regina e Edilene Luíza;
1.13 Noemi, nascida aos 04/07/1949, em Iepê, onde foi batizada aos 20/08/1949, tendo como padrinhos Alfredo Monteiro e Josefa Braga. Foi casada com Sebastião Benedito de Souza, filho de Sebastião de Souza Freire e Maria Balbina de Jesus. Pais de: Maria de Lourdes (natimorto), Luciana e Alencar.

2. João Monteiro Filho (Dão), nascido aos 05/09/1888 e falecido em Iepê aos 25/01/1963. Casou-se com Maria Helena, nascida aos 22/01/1893 e falecida em Iepê aos 16/09/1975. Pais de: Joaquim, José, Nestor, Mariana, Tereza, Ernestina, Messias, Maria e Helena.

3. Luiz José Monteiro. Casou-se com Anézia Monteiro. Pais de: Ataliba, Lazara, Pedro, Renato, Turíbio (Di) e Carmélia.

4. Francisco José Monteiro (Quitito), nascido por volta de 1897 e falecido em Iepê aos 11/09/1981. Casou-se com Dolores Saraivo Gutierrez, nascida por volta de 1903 e falecida em Iepê aos 07/07/1998. Pais de: Orlando, Antonio, Nelson, Maria, Ineusa, Anézia e Lázaro Adimael.

Fonte: Documentos oficiais, registros eclesiásticos e diversos relatos orais de descendentes da família Monteiro, em especial, de Maria Conceição Monteiro, Noemi Monteiro, Alencar Monteiro e Ieda Maria Eduardo Monteiro.
  

12 comentários:

  1. Parabéns pela iniciativa!
    Belo trabalho.
    Vânia Valéria Rodrigues Grillo

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, cria uma pagina biografias e usa aqueles dados das homenagens que você elaborou

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo trabalho maravilhoso. Há muito tempo que estou buscando saber algo mais sobre a minha família ( Sant'Anna) e não consigo por diversas razões. Gostaria muito de conhecer esses meus parentes distantes e conversar sobre nossa família ... Será quem tem alguma chance? Muito obrigada e parabéns novamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Claudete pelo comentário. Você mora onde?

      Excluir
    2. Moro em São Paulo (SP) . Bairro Santana.

      Excluir
    3. Boa noite Paulo, não sabia que vocês tinham videos no Youtube... Fiquei muito feliz ao ouvir o nome do meu avô ( José Lino Sant'Ana) ... não sei quase nada sobre ele e agora vendo o vídeo aprendi mais um pouco... Aliás o nome do meu pai é Onésimo . O que eu mais gostaria de saber é sobre o meu bisavô André Sant'Ana. Realmente sei muito pouco... Tenho buscado descobrir o nome do navio em que ele estava quando veio da Alemanha mas até agora nada... Aquela moça que faz as entrevistas com você é Sant'Ana também , não é? Será que ela sabe algo a mais sobre nosso ancestral André? Se você puder me ajudar de alguma forma eu já te agradeço antecipadamente. Deus te abençoe !!!

      Excluir
  4. Oi Paulo, mais uma coisa, eu tenho a árvore genealógica de José Lino e Philomena Rodrigues Sant'Ana. Se te interessar é só falar.

    ResponderExcluir
  5. Excelente iniciativa. Excelente trabalho. Só uma correção: meu nome é Celso William Cardoso Rodrigues. Acrescento: casei-me com a professora Silvia Helena Gobette Rodrigues e sou pai de Débora Gobette Rodrigues (arquiteta), Eduardo Guilherme Gobette Rodrigues (estatístico, casado com Aline Gonçalves Rodrigues)e Bruno Celso Gobette Rodrigues. Sou Analista Federal e resido em Botucatu, SP.

    ResponderExcluir
  6. Acrescento: Bruno Celso G. Rodrigues é arquiteto.

    ResponderExcluir
  7. Muito obrigada por completarem a árvore genealógica de meu avô José Lino. Só uma correção : o nome do descendente de Wilson Sant'Ana é Rivalino . É um homem, filho único. Muitíssimo obrigada pelo carinho e cuidado com este blog tão bem-vindo.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite!!! Descobri o nome de minha bisavó. Maria Joana, casada com Anselmo Ricci, batizaram a Mariinha, será que seu nome era Maria Joana de Moraes? Vieram de Minas então? Nossa!!! Que belo trabalho.

    ResponderExcluir